Weby shortcut
PET_Medicina

PET-Saúde/Interprofissionalidade publica edital de deleção de monitores

Atualizada em 15/03/19 11:13.

O processo seletivo visa selecionar discentes para atuarem como integrantes bolsistas e voluntários

Este edital rege o processo seletivo de discentes dos cursos da Unidade Acadêmica Especial Instituto de Biotecnologia da UFG-Regional Catalão, para atuarem como integrantes bolsistas e voluntários(as) no PET- Saúde/Interprofissionalidade no período de vigência do programa (2019/2020).

Os(as) selecionados(as) participarão das atividades do grupo de graduandos em Educação Física, Enfermagem, Medicina e Psicologia e das ações interdisciplinares envolvendo esses cursos. Serão cinco (05) equipes de aprendizagem tutorial com seis (06) estudantes bolsistas e quatro (04) estudantes voluntários(as) em cada equipe.

Serão ofertadas bolsas no valor especificado pelo PET-Saúde/Interprofissionalidade, correspondente às Bolsas de Iniciação Científica, modalidade IC, em conformidade com a RN-015/2013 do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) – valor atual: R$ 400,00 (quatrocentos reais) para os(as) estudantes selecionados(as) como bolsistas.

Clique aqui e acesse o edital 

 

Saiba mais sobre o programa:

O Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde Interprofissionalidade) foi lançado pelo Ministério da Saúde, por intermédio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), como fomento e organização das ações de integração ensino de graduação-serviço-comunidade no território de saúde, para fortalecer o movimento de transformação da formação de graduação em saúde, aproximando do Sistema Único de Saúde (SUS). As ações desenvolvidas pelo projeto deverão envolver atores do SUS e da comunidade acadêmica, com os professores, estudantes, profissionais de saúde, gestores e usuários, com foco na interprofissionalidade, interdisciplinaridade, intersetorialidade, trabalho em rede, integração ensino-serviço e diversificação dos cenários de práticas como prerrogativas para transformações, na dinâmica do trabalho em saúde, fortalecendo o conceito de humanização do cuidado e o princípio da integralidade da assistência no contexto das redes colaborativas na formação para o SUS. Os projetos deverão considerar ações a serem desenvolvidas na Atenção Básica e contemplar a integração com os demais níveis de atenção, para a qualificação dos profissionais e obtenção de respostas mais efetivas na melhoria da atenção à saúde, além de observar as diretrizes de contratualização sobre a integração ensino-serviço-comunidade, institucionalizadas por meio da Portaria Interministerial no 1.127/MS/MEC, de 04 de agosto de 2015, que estabelece as diretrizes para elaboração dos Contratos Organizativos de Ação Pública de Ensino-Saúde (COAPES), contemplando o desenvolvimento de atividades que articulem o ensino, a pesquisa e a extensão para o cuidado em saúde, com base nas necessidades sociais em saúde e considerando a capacidade de promover o desenvolvimento regional no enfrentamento de problemas de saúde prevalentes.

Categorias: editais